Linksan Agência Web
              
featured-image

Qual a diferença entre site, hotsite e landing page?

Se você está há algum tempo pesquisando sobre como fortalecer o posicionamento da sua empresa na internet, certamente já se deparou com os seguintes termos: site (ou website), hotsite, landing page e outros tipos de páginas. Mesmo que sejam parecidos, ainda há certa confusão sobre o que é hotsite e outros termos.

Apesar de atualmente serem muito utilizados na web, muitas pessoas ainda fazem confusão sobre a finalidade de cada um. Continue a leitura deste post e saiba um pouco mais sobre o assunto!

O que é um site?

site institucional funciona como um “cartão de visitas” da sua empresa na internet. Serve para apresentar produtos, serviços e conteúdos produzidos pelo seu negócio. Além disso, conta com recursos, como imagens, vídeos e textos.

As publicações são incorporadas ao próprio layout da página. Logo, a estrutura do site precisa ser organizada e intuitiva para os visitantes, de maneira que eles possam obter as informações da sua empresa de forma rápida e simples.

Algumas características de um site são:

  • é a porta de entrada da sua empresa na internet;
  • conta com publicações fixas e que dificilmente são alteradas;
  • apresenta informações detalhadas da atividade da empresa;
  • conta com a possibilidade de expor os produtos vendidos, como uma espécie de vitrine virtual;
  • tem código-fonte completo e complexo;
  • foco na atração de clientes de forma orgânica nos mecanismos de busca.

O que é hotsite?

Em termos práticos, hotsite é uma página utilizada para promover uma ação específica da sua empresa e normalmente tem um tempo limitado para permanecer no ar. O hotsite também pode ser conhecido como teaser ou mini-site, fazendo ações pontuais para aquecer as estratégias de marketing. Geralmente é utilizado para:

  • divulgação de eventos culturais;
  • lançamento de produtos;
  • promoção de eventos e produtos;
  • apresentações empresariais;
  • publicação de novidades;
  • ajudar as estratégias de SEO;
  • campanhas destinadas à conscientização e à educação do público.

A principal função do hotsite é dar destaque a algum produto que a empresa esteja lançando no mercado ou simplesmente potencializar uma campanha de marketing. O hotsite conta com publicações de tom persuasivo, voltadas para a atração e para a conquista de clientes.

Os hotsites são páginas simples, com recursos visuais bem trabalhados, como animações em flash ou vídeos, e geralmente apresentam muitas imagens e pouco texto. Além disso, essas páginas geralmente têm poucos links externos, utilizam subdomínios diferentes do site institucional, ficam ativos na internet por tempo limitado, apresentam conteúdos mais objetivos e páginas com estruturas simplificadas.

Apesar de sua aplicação ser parecida com as landing pages, as páginas são diferentes. É possível utilizar um hotsite com landing pages, por exemplo. Em que o visitante é encaminhado do hotsite para a página de conversões, na qual é esperado para que realize determinada ação.

O que é uma landing page?

Em tradução livre, landing page significa “página de destino”, mas em uma estratégia de marketing digital, podemos defini-la como “página de conversão”.

Esse tipo de página é dedicado exclusivamente para a captura de leads e conversão em clientes, ou seja, para a realização de vendas. A proposta da página é entregar exatamente o que o usuário busca, com todas as facilidades para incentivar o cliente a comprar no site.

Nesse tipo de página, é muito comum a utilização de calls to action (CTAs), convidando o usuário a realizar alguma ação. Alguns exemplos de CTA podem ser vistos abaixo.

  • “Compre hoje mesmo seu computador”;
  • “Confira nosso material”;
  • “Preencha nosso formulário e receba o material gratuitamente no e-mail”;
  • “Fale com um dos nossos consultores”.

No geral, as landing pages são URLs de destino de links patrocinados e e-commerces. No caso específico das lojas virtuais, é importante realmente entregar para o usuário uma página de destino relevante, que contenha aquilo que ele está interessado.

Exemplificando de maneira prática, podemos citar um usuário que está buscando no Google por televisores LED de 40 polegadas e encontra um anúncio do Google AdWords, com a seguinte frase: “Compre hoje sua TV de 40 polegadas!”. A página de destino deverá conter exatamente o anúncio da pesquisa, caso contrário será considerada irrelevante, mesmo que o cliente tenha sido redirecionado ao website.

Outro exemplo de landing page é o simples preenchimento de um formulário para ter acesso a algum conteúdo disponibilizado gratuitamente no site. Nesse caso, a landing page captura os dados do usuário e é considerada uma página de conversão, oferecendo uma vantagem exclusiva, como materiais ricos, descontos e outros benefícios.

Quais outros tipos de sites podem ser encontrados?

Além dos 3 principais já citados, há dezenas de outros tipos de sites, com diferentes funcionalidades. Conhecer mais a fundo cada um deles é fundamental para decidir qual se encaixa melhor nas suas necessidades, evitando que perceba isso somente após a construção da página.

Sites bem estruturados e destinados corretamente para a finalidade que o usuário deseja são primordiais para o sucesso do negócio. Para não confundir os sites e encontrar o mais adequado, confira outros tipos de sites muito comuns e que podem ser utilizados na sua estratégia de marketing digital.

One page

Você já se deparou com sites que mantém todas as informações em uma única página, que basta selecionar o que deseja no menu e o site rola até a seção? Esses são sites do tipo One Page. Uma das principais vantagens ao escolhê-lo é que são perfeitos para reunir de forma prática tudo em um só lugar.

Para sites que focam em acessos mobile, o One page é o mais indicado, devido à facilidade de acesso e de carregar o conteúdo, sem necessidade de entrar em diversas páginas para que o visitante encontre o que procura.

E-commerce

Voltados especialmente para a comercialização de produtos, os e-commerces são sites criados para serem lojas virtuais. O comércio eletrônico é desenvolvido para a venda e compra de produtos, e com um site que tenha a estrutura preparada para transições financeiras, para que o ambiente garanta a segurança dos consumidores.

Os sistemas de verificação das lojas virtuais são intuitivos e precisam de atualizações constantes. O modelo de e-commerce garante:

  • atendimento eletrônico;
  • design responsivo;
  • praticidade;
  • comodidade.

Blog

São criados para a postagem de conteúdos em formato escrito. Os blogs são sites dinâmicos e recomendados principalmente para as primeiras fases do funil de vendas, em que o visitante está em busca de respostas e soluções para suas dúvidas.

A entrega de informações de forma sutil consegue atrair o público e, dessa maneira, criar um vínculo com seus consumidores, fazendo com que sua marca seja lembrada. Os blogs são ferramentas que auxiliam nas estratégias de marketing com o marketing de conteúdo.

Portais

Diferentemente dos blogs, os portais são sites que suportam vários formatos de conteúdo, de textos a vídeos. Com muitas funcionalidades, os portais são práticos e encaminham o visitante para as seções que deseja sem dificuldades.

Dentro dos portais são incluídos conteúdos para que se obtenham visitas diárias. Para isso, são oferecidos:

  • notícias;
  • previsão do tempo;
  • entrevistas;
  • jogos e outros.

Por fim, em uma estratégia de marketing digital é aconselhável utilizar os diferentes tipos de páginas simultaneamente e, acima de tudo, alinhar à estratégia previamente planejada. Além de sempre oferecer os resultados mais relevantes possíveis, ao saber o que é hotsite, landing pages e os demais tipos de sites, fica mais fácil para que sua empresa consiga atender às necessidades dos clientes.

Conseguiu entender a diferença entre site, hotsite e landing page? Restou alguma dúvida? Deixe um comentário!

Post Your Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Inscreva-se em nossa Newsletter
Loading
Arquivos
Copyright ©2021. Linksan - Todos os Direitos Reservados