Linksan Agência Web
              
featured-image

Conheça 9 dicas de hospedagem segura no wordpress

Dedicar-se a um projeto, construir o site perfeito, nutri-lo com cuidado e de acordo com a estratégia pensada: já pensou se tudo isso for destruído por uma falha porque seu site não tem uma hospedagem segura?

Mesmo sendo um dos servidores mais populares — e, por esse motivo, passar constantemente por otimizações no que diz respeito à proteção dos usuários —, o WordPress ainda tem algumas brechas que podem ocasionar situações indesejadas com seu site ou blog.

Esse é um perigo constante, mas a plataforma sempre busca melhorias e é necessário ter muita atenção em cada detalhe.

Quer saber mais sobre como manter sua hospedagem segura? Então acompanhe este artigo!

O que é WordPress?

Antes de mais nada, vamos aos esclarecimentos primordiais: WordPress é um CMS (Content Managment System, ou sistema de gerenciamento de conteúdo), por meio do qual é possível criar páginas completas.

Por ser extremamente didático, ele se tornou uma plataforma popular e utilizada pela maioria dos interessados em dar um upgrade em seu plano de visibilidade online.

Para se ter uma ideia, no começo de março deste ano, o WordPress já era o responsável pelo gerenciamento de conteúdo de 60,2% dos projetos existentes no mercado. E esse número cresce ainda mais a cada dia que passa.

Como funciona a segurança na plataforma?

O CMS trabalha de forma preventiva com o apoio dos usuários, que relatam suas experiências em fóruns e canais abertos.

Tão logo reportem um erro ou brecha no sistema, os pesquisadores e desenvolvedores da área de segurança se empenham em corrigi-lo e lançam uma nova versão do programa, enviando notificações a todos os usuários com a orientação para que façam o download e blindem seu sistema, protegendo-o de situações negativas.

Como garantir uma hospedagem segura no WordPress?

Não basta apenas confiar na equipe de trabalho da ferramenta, o usuário deve se conscientizar de seu próprio papel na proteção do conteúdo que ali armazena.

A hospedagem segura de sites é um trabalho conjunto, sendo necessária a ajuda dos usuários para que continue sempre aprimorando e mantendo a segurança.

Preparamos uma lista com algumas dicas para que você aumente a segurança de seu gerenciador e trabalhe sem medo de surpresas desagradáveis.

1. Utilize uma senha forte

Não dê bobeira com seu CMS: para garantir uma hospedagem segura, é preciso bolar uma senha que vá além do óbvio. Evite sequências numéricas, letras contínuas do alfabeto ou dados pessoais batidos (como datas de aniversário).

As melhores senhas são resultantes da combinação de letras maiúsculas e minúsculas, números e caracteres especiais. Sim, nós sabemos que, quanto mais elaborado o segredo, mais difícil é sua memorização. Mas atenção! Jamais utilize a memorização de senhas em computadores públicos ou de terceiros. Ainda que o acesso seja recorrente, lance mão do bom e velho post-it ou guarde a sequência em seu aparelho celular.

2. Mantenha sua plataforma atualizada

Se a WordPress trabalha constantemente para manter sua hospedagem segura, lança atualizações constantes, notifica os usuários sobre a disponibilidade da nova versão, mas você não mantém sua plataforma em dia, não pode culpar a empresa pelas falhas ocasionadas, não é mesmo?

As atualizações aperfeiçoam e visam melhorias para a plataforma, como deixa-la mais responsiva. Lembre-se de que hackers e criminosos digitais são engenhosos e esperam justamente os deslizes do usuário para agir.

3. Altere o nome de usuário

Essa é uma dica simples, mas extremamente valiosa e muitas vezes subestimada. O padrão do WordPress é gerar, como primeiro nome de usuário, o “admin”. Isso dá aos invasores 50% das informações necessárias para efetuar o login em sua plataforma. Já pensou em como isso agiliza o trabalho dos mal-intencionados?

A melhor solução, nesse caso, é modificar o nome de usuário e não o deixar salvo automaticamente na página inicial de login.

4. Utilize a autenticação por dois fatores

Esse mecanismo, também chamado 2FA, se baseia em incluir, além de usuário e senha, outro fator de segurança para liberação do acesso à plataforma.

Muitos sites já usam essa técnica: alguma vez você se cadastrou e, além de disponibilizar seu e-mail, usuário e senha, também foi oferecida a você uma “pergunta de segurança”? Essa pergunta precisa ser extremamente pessoal e ter, como resposta, uma informação que não seja facilmente acessada por quem deseja invadir seu perfil.

Garantir uma hospedagem segura a seu site deve estar entre suas prioridades, e adotar as dicas apresentadas pode ser de grande valia para evitar que um episódio indesejado atrapalhe o desempenho de sua estratégia online.

5. Mantenha os plug-ins e temas atualizados

Além da atualização da plataforma, as atualizações dos plug-ins e temas também devem estar sempre em dia. Os upgrades são feitos para corrigir falhas e tornar o ambiente mais seguro.

De nada adianta atualizar a plataforma e deixar plug-ins e temas vulneráveis para a ação de hackers. Mas é importante saber que nem todos os plug-ins são compatíveis com a plataforma após a atualização.

Para não perder arquivos e dados, lembre-se de sempre fazer ao menos um backup de segurança. Assim, você poderá recuperar tudo caso algo dê errado.

6. Desabilite a edição de arquivos no WordPress

A melhor dica para evitar que uma conta seja invadida por meio da edição de arquivos no WordPress é fazer isso offline. Apenas depois que estiver com os arquivos prontos, faça o upload para a plataforma.

Editar arquivos direto na plataforma é perigoso, já que os invasores podem aproveitar esse momento para inserir códigos maliciosos. Portanto, desabilitar essa função ajudará a manter o ambiente seguro, mesmo que pareça ser um pouco mais trabalhoso.

7. Nunca pirateie plug-ins e temas premium

Piratear plug-ins e temas é uma péssima ideia, além de ser ilegal. Se descoberto, há riscos do site ser removido e não haverá nem mesmo a possibilidade de recuperar o backup.

Outro perigo de usar produtos pirateados é que eles podem não ser seguros como os originais. Basta apenas alguma falha (que pode ser deixada propositalmente) para que isso seja a porta de entrada dos códigos maliciosos.

8. Bloqueie ataques de força bruta

A página de login do administrador é um dos alvos preferidos dos invasores. Mesmo utilizando vários métodos de proteção, muitas vezes os hackers ainda conseguem entrar nas contas. Por isso, todo cuidado é pouco ao se tratar da segurança do seu site.

Existem ferramentas que bloqueiam o IP de uma máquina se as tentativas de login ultrapassarem o limite estipulado. Também é possível bloquear IPs específicos e até mesmo bloquear países e certas regiões.

9. Restrinja o acesso à página wp-admin

Deixar somente usuários autorizados acessarem diretórios de administradores é outra forma eficiente para evitar a quebra de senha por invasores e proteger seu domínio.

Designar apenas um IP seguro para administrar o servidor é uma boa prática. Dessa maneira, só o IP escolhido é responsável por criar as regras de acesso dos demais, aumentado consideravelmente a segurança.

A internet é um ambiente onde é necessário ter todo cuidado possível. Ter uma hospedagem segura para seu site é fundamental para não ter problemas futuros.

Gostou das dicas de como manter seu site em segurança na web? Se precisar de ajuda e ainda estiver com dúvidas, entre em contato conosco para ajudarmos você!

Inscreva-se em nossa Newsletter
Loading
Arquivos
Copyright ©2021. Linksan - Todos os Direitos Reservados