Linksan Agência Web
              
featured-image

4 formas de evitar que seu e-mail marketing caia no spam

Nada mais frustrante do que receber notificações porque o e-mail marketing que você desenvolveu com tanto carinho e cuidado foi tachado como spam pelos servidores do seu público-alvo, concorda? 

O spam nada mais é que lixo eletrônico, ou seja, um tipo de publicidade não requisitada pelos destinatários e que causa muito transtorno, uma vez que costuma lotar a caixa de entrada do usuário e pode jogar o remetente em uma black list (o que automaticamente vai impossibilitar novos envios). 

Neste post, vamos revelar alguns dos motivos que podem fazer com que seu e-mail marketing seja classificado como spam e ensinar como reverter esse problema dentro da sua estratégia. Confira:  

1. Procure engajar sua mailing list

Uma prática infelizmente ainda comum é a compra de listas de contatos via terceiros, o que só serve para ampliar as chances do seu e-mail marketing ser entendido como spam. Isso porque os contatos não foram devidamente engajados para receber o tipo de mensagem que você deseja passar para eles. Em suma, não pediram para receber o seu e-mail.

Portanto, o ideal é montar uma campanha de e-mail marketing que preveja um passo a passo do engajamento, via marketing de conteúdo, dando opções de unsubscribe para os destinatários desde o primeiro e-mail ― o que, em último caso, impedirá o usuário de direcioná-lo para a caixa de spam do servidor.  

2. Formate com cuidado o seu e-mail marketing 

Os servidores de e-mail sabem filtrar o padrão spam. Muitas frases em caixa alta e realçadas em vermelho, excesso de imagens e palavras como “grátis” e “teste” são alguns dos elementos que, quando combinados, podem fazer com que sua mensagem receba essa classificação indesejada.

Por isso, equilibre sempre a quantidade de texto com as imagens e utilize uma linguagem apropriada para conseguir se aproximar do seu público-alvo sem parecer uma invasão de privacidade. 

3. Prefira o HTML 

Formatar seu e-mail marketing em HTML é uma ótima forma de garantir que sua mensagem não será classificada como spam antes de chegar ao destinatário. É que, para aboli-lo, os serviços de e-mail mais conhecidos do mercado automaticamente impedem a visualização de arquivos de imagem.

Além disso, é muito maior a tendência de um usuário encaminhar para o spam um e-mail com conteúdo que não carrega imediatamente  do que outro que ele pode visualizar como um todo.  

4. Use uma ferramenta de e-mail marketing apropriada 

Não adianta querer enviar seu e-mail para mil contatos por meio da sua conta no Google. Extensões gratuitas como gmail.com, bol.com.br ou hotmail.com, que não trazem o nome da empresa depois do @, têm enormes chances de serem entendidas como spam.

Logo, contrate uma boa ferramenta de disparo de e-mail marketing que vai não só permitir que você configure seu domínio na hora de enviar, como também fazer toda a consulta prévia em blacklists para ver se você ou sua empresa já sofreu penalizações por enviar spam.     

O envio de e-mail marketing requer, acima de tudo, bom senso. Se você tem dúvidas em relação ao teor da sua mensagem, pode tirar a prova com o Mail Tester. Outra recomendação é jamais enviar arquivos executáveis (.exe) em anexo, uma prática altamente disseminada por hackers para implantar trojans em computadores alheios. 

Com essas dicas, seu e-mail nunca mais vai cair na caixa de lixo eletrônico do seu cliente, não é mesmo?

Agora que está por dentro das melhores práticas para evitar que seu e-mail marketing seja considerado spam, assine a nossa newsletter e receba em primeira mão posts sobre marketing digital!

Post Your Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Inscreva-se em nossa Newsletter
Loading
Arquivos
Copyright ©2021. Linksan - Todos os Direitos Reservados